Curso de MASP grátis e com certificado

snippet do adsense

sábado, 11 de maio de 2019

O que a cronoanálise tem a ver com o Lean Manufacturing?

Já se fez esse questionamento alguma vez: o que a cronoanálise tem a ver com o lean manufacturing (produção enxuta)? Bom, se adotarmos que o batimento do coração do Lean Manufacturing é o tact time (tempo a cada qual o cliente demanda uma unidade do produto em questão), notaremos que estes dois temas estão intimamente entrelaçados.

A cronoanálise visa obter o tempo padrão, fazendo todas as considerações estatísticas aplicáveis e pode ser usada para, entre outros, balancear linhas de produção, aumentar a eficiência, aumentar a eficácia, reduzir custos, racionalizar a produção, ser parâmetro para custo industrial e, é claro, saber se estamos atendendo o tact time.

Um cronoanalista (seja ele um engenheiro, administrador, técnico e outros) precisa ter em mente que, de nada adianta aumentar a eficiência e produtividade de um processo, se não há maior demanda daquele produto produzido ou necessidade de produção de outros itens naquele processo.

O que quero dizer com tudo isso é que, de que me adiantaria eu fazer um super estudo a fim de se produzir mais se não há demanda suficiente para produzir mais? Eu teria que comprar mais matéria-prima para atender a demanda do processo (dinheiro que sai do caixa) e aumentaria meu estoque (dinheiro que está parado no sistema). Isso daria um baita desequilíbrio financeiro e poderia gerar o contrário do esperado dentro da empresa.